Loading...

segunda-feira, 15 de junho de 2015

Partidas da vida

Todos os dias nos confrontamos com vídeos e imagens de pessoas que sofrem, crianças, sem abrigo, pobres, idosos...
Todos os dias nos pasmamos com tal informação e nos questionamos "como é possível..."
Todos os dias partilhamos nas redes sociais vivências tristes que nos levam, por vezes, às lágrimas. Partilhamos com o intuito de ser visto por o máximo de pessoas possível para que elas também possam partilhar.
Tornou-se numa corrente positiva de passagem de mensagem, quase de testemunho. 
É uma conversa muda que mantemos com os outros utilizadores e amigos dessas redes.
Não deixa de ser impressionante o número que muitas dessas partilhas alcançam.
Eu próprio o faço, todos os dias, com a ideia de mostrar aos outros o que me chocou, o quão violentas são algumas imagens, o sofrimento vivido por muitos...
Sem pensar nisso achamos que ao publicar de certa forma estaremos a ajudar aqueles que sofrem, aqueles que são postos de lado, que são esquecidos.
A quente até poderá ser verdade. Ao passarmos a mensagem é criado a tal corrente, de solidariedade moral, com os outros utilizadores. Mas chegará? Será suficiente?
A frio diria que não pois se fosse realmente proveitoso não existiriam tantas mensagens dessas todos os dias. 
Algumas vezes já se partilha sem se ler pois o sofrimento dos outros também nos toca, ou deveria, de uma forma dura, intrínseca.
O que se poderá fazer mais, pergunto, para poder ajudar quem sofre?. Utopia, dirão. Nada se poderá fazer. Nada que se faça diminuirá a dor dos que sofrem. Bastará publicar as suas vidas? Certamente que não mas talvez seja a forma do mundo social se apartar destas situações.
Pensarão, então se se publica é porque as pessoas se interessam. Talvez, mas apenas talvez. Outra leitura que se poderá fazer é que apenas publicamos para minimizar a dor que se sente ao constatar os males do mundo e as partidas que a vida a muitos prega.
Algo que mude....

in https://www.google.pt/search?q=pobres&espv=2&biw=1920&bih=971&tbm=isch&imgil=dCVj-PXsymcpVM%253A%253B0OH_wCzYp3qlgM%253Bhttp%25253A%25252F%25252Fwww.teleios.com.br%25252Funicef-paises-ricos-tem-30-milhoes-de-criancas-pobres%25252F&source=iu&pf=m&fir=dCVj-PXsymcpVM%253A%252C0OH_wCzYp3qlgM%252C_&usg=__Ndtk9w85thSwb8QmVlFQLJm8mJg%3D&ved=0CCgQyjdqFQoTCJTiiajskcYCFQYDcwodpTYOuw&ei=odh-VdSND4aGzAOl7bjYCw#imgrc=dCVj-PXsymcpVM%253A%3B0OH_wCzYp3qlgM%3Bhttp%253A%252F%252Fwww.teleios.com.br%252Fwp-content%252Fuploads%252F2012%252F05%252FCrian%2525C3%2525A7as-pobres.jpg%3Bhttp%253A%252F%252Fwww.teleios.com.br%252Funicef-paises-ricos-tem-30-milhoes-de-criancas-pobres%252F%3B320%3B267

Sem comentários:

Enviar um comentário